Receita do município de Baixo Guandu cresceu 83% nos últimos 8 anos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

a contramão da crise econômica que o país viveu na última década, com pequeno crescimento do PIB e problemas locais como enchente , seca e poluição do rio Doce, o município de Baixo Guandu experimentou, entre 2013/2020, um crescimento extraordinário de 83% na receita municipal.

Segundo dados oficiais do Tribunal de Contas do Espírito Santo, em 2013 Baixo Guandu arrecadou R$ 65 milhões, saltando para R$ 119 milhões em 2020. Com média anual de crescimento acima de 10%, a arrecadação guanduense surpreendeu positivamente.

O ex-prefeito Neto Barros, que chefiou o Executivo neste período, credita este resultado fruto de uma gestão profissional, com um conjunto de medidas que possibilitaram o desenvolvimento econômico baseado na atração de empresas, na valorização dos servidores, no estimulo ao turismo e no fortalecimento do comércio local, entre outros fatores.

Neto Barros conseguiu desenvolver entre 2013/2020 um programa de obras que mudou radicalmente Baixo Guandu, destacando-se entre elas a pavimentação de ruas, a modernização da cidade, a mobilidade urbana, a reestruturação na rede de saúde e a construção de uma nova sede da Prefeitura, além de dotar a cidade de uma estrutura invejável de lazer – destacando-se neste ítem a entrega do Parque da Lagoa.

Foi também o crescimento da arrecadação que permitiu à gestão 2013/2020 entregar ao novo gestor, em janeiro de 2021, recursos em caixa no valor de R$ 30 milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular