Produtores rurais de Colatina, Baixo Guandu e Marilândia recebem serviços de assistência técnica patrocinados pela Fundação Renova

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Produtores rurais de Colatina, Baixo Guandu, Marilândia e Linhares, estão recebendo os serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater), que vão auxiliar no processo de fortalecimento e retomada das atividades agropecuárias. Mais de 170 famílias residentes em comunidades rurais atingidas serão atendidas.

As ações reparatórias de Ater darão suporte ao processo de retomada das atividades agropecuárias e à adequação ambiental nas propriedades rurais impactadas, bem como à aplicação de práticas sustentáveis de produção de alimentos e formas de conservação de solo e água. 

As atividades, iniciadas em fevereiro deste ano, tiveram de ser paralisadas no mês seguinte, por conta da pandemia de Covid-19, e foram retomadas em maio, seguindo todos os protocolos de saúde e segurança para evitar a propagação do coronavírus. 

Com o retorno, os produtores recebem consultorias técnicas especializadas para melhorarem a gestão das propriedades e tornarem suas formas de produção mais sustentáveis. O trabalho é realizado pela Plural Cooperativa Consultoria Pesquisa e Serviços, que foi selecionada por meio do edital Ater Sustentabilidade Capixaba. 

De acordo com Raliston Becali, engenheiro de Uso Sustentável da Terra (UST), da Fundação Renova, a instituição dará suporte aos produtores rurais para melhorar a utilização dos recursos naturais e a produção agropecuária em cada imóvel rural, aliando o conhecimento técnico que possuem ao já utilizado pelas famílias rurais. 

A iniciativa do Programa de Retomada das Atividades Agropecuárias da Renova atende à cláusula 125c do Termo de Transação e de Ajuste de Conduta (TTAC). Elas seguem as diretrizes e os princípios estabelecidos pela lei federal 12.188/2010, que institui a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (PNATER). 

Dados do Censo Agropecuário do IBGE (2017) indicam que a agricultura familiar é responsável por aproximadamente 70% dos alimentos produzidos no país e gera renda para 70% das famílias que vivem no campo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular