Secretário Foletto participa de videoconferência com ministra da Agricultura sobre o novo coronavírus

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

O secretário de Estado da Agricultura, Paulo Foletto, participou, nesta quinta-feira (26), junto com 20 secretários estaduais de uma videoconferência com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina. O objetivo foi compartilhar dificuldades e soluções regionais encontradas nos estados.

Tereza Cristina reforçou a necessidade de os estados colaborarem na manutenção dos serviços essenciais que garantem o funcionamento da cadeia produtiva de alimentos. “O agro é fundamental para o abastecimento de nossa população com alimentos, para que a gente tenha paz e ultrapasse este momento difícil que vive o nosso país”, disse.

A ministra elogiou a estratégia de construção das medidas de enfrentamento à pandemia para o período da colheita do café no Espírito Santo. 

A Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), com a Secretaria da Saúde (Sesa), se reuniu por videoconferência com as entidades envolvidas na cadeia produtiva como o Centro de Desenvolvimento Tecnológico do Café (Cetcaf), Centro do Comércio de Café de Vitória (Cccv), Sistema OCB/ES, Federação dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares do Espírito Santo (Fetaes), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Espírito Santo (Faes), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), Agricultura Forte e Sebrae para o levantamento das orientações para a prevenção do novo coronavírus (covid-19).

“Informamos à ministra algumas medidas que serão necessárias nesse período importante para a agricultura capixaba. Essas orientações estão sendo validadas pela Sesa e serão anunciadas pelo Governador Renato Casagrande. Ela sugeriu, assim que possível, compartilhar essas informações com Minas Gerais que também é um grande produtor de café”, disse o secretário de Estado da Agricultura, Paulo Foletto.

Para o secretário, o momento foi fundamental para que os estados possam continuar traçando estratégias de enfrentamento à pandemia. “Estamos alinhados e seguindo as recomendações do Governo do Estado mantendo o funcionamentos das cadeias produtivas de alimentos diante desse momento difícil. Também pedimos apoio, assim como os outros estados, quanto a compras institucionais como o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) para a aquisição de produtos da agricultura familiar para as famílias que estão sem renda. Ela se comprometeu em criar um mecanismo para agilizar esta situação”, disse.

Também foram abordados temas como o abastecimento de grãos,  já que o setor de aves e suínos tem observado um aumento no preço dos insumos (farelo de soja, soja e milho). A preocupação é com relação ao custo de produção. Outro ponto discutido foi a importância da manutenção da estrutura de suporte aos transportadores. 

“Estamos buscando meios legais para que a produção e a comercialização sejam seguras para todos os envolvidos, ao mesmo tempo em levamos todas as orientações de prevenção ao coronavírus”, disse o secretário.

Foletto também ressaltou o trabalho de todo sistema agrícola capixaba. “O Idaf vem realizando um trabalho eficaz no controle nas barreiras quanto ao monitoramento de pessoas e cargas que chegam e saem do nosso Estado, além de outros serviços essenciais no que se refere à defesa sanitária e inspeção animal e vegetal. O  Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural tem assistido de forma remota o produtor rural, auxiliado e sanando dúvidas. Por fim, a Ceasa opera com normalidade, é um serviço essencial de abastecimento de alimentos no Espírito Santo e também a outros estados. Todas as autarquias estão seguindo as orientações da Secretaria da Saúde para a prevenção ao Covid-19″, disse.

Mais Notícias

Deixe um comentário