Colatina terá Central de Tratamento de Resíduos que beneficiará 22 municípios

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

A Ordem de Serviço foi assinada na quarta-feira, 15, para dar início às obras da primeira fase do aterro, que deve ser concluída em 12 meses. O investimento, de cerca de R$ 11 milhões, é realizado com recursos da Fundação Renova.

A primeira fase de construção do aterro sanitário da Central de Tratamento de Resíduos Colatina (CTR-Colatina) vai beneficiar os 22 municípios localizados próximo ao Rio Doce, que compõem o Condoeste. São cerca de 480 mil pessoas beneficiadas no total.

A construção da CTR faz parte do programa ES Sem Lixão, que busca a erradicação dos lixões em território capixaba. Além do CTR, o programa contará também com a construção de cinco Estações de Transbordo e aterros sanitários em locais que facilitem a logística de transporte para garantir o escoamento otimizado dos resíduos de cada município. A meta do projeto é de que todos os municípios façam a destinação final dos resíduos sólidos urbanos gerados em seus territórios para aterros sanitários regionais.

Municípios do Condoeste

Os 22 municípios que integram o Condoeste e serão beneficiados pela construção da CTR-Colatina são: Afonso Cláudio, Águia Branca, Alto Rio Novo, Baixo Guandu, Colatina, Governador Lindenberg, Ibiraçu, Itaguaçu, Itarana, João Neiva, Laranja da Terra, Linhares, Mantenópolis, Marilândia, Pancas, Rio Bananal, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São Roque do Canaã e Vila Valério.

Mais Notícias

Deixe um comentário