Funcionários dos Correios de Colatina não aderem à greve, mas impacto sobre entregas ainda é desconhecido

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on print

Apesar da greve anunciada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Empresa de Correios, Prestação de Serviços Postais, Telégrafos, Encomendas e Similares do Estado do Espírito Santo (Sintect-ES), as agências dos Correios em Colatina seguem abertas. A paralisação teve início a 0 hora desta terça-feira (18), após assembleia da categoria.

Segundo os Correios, ainda estão sendo apurados informações sobre o número de profissionais que aderiram à paralisação, onde novos dados poderão ser divulgados nesta quarta-feira (19). Atualmente, a estatal conta com cerca de 2.000 mil funcionários no Estado, muitos dos quais estão trabalhando remotamente devido à pandemia do novo coronavírus. O trabalho deste grupo não será afetado. Apesar disso, ainda não se sabe os efeitos da greve sobre as entregas, que são feitas presencialmente e podem sofrer atraso. 

Segundo um funcionários dos Correios em Colatina, que não quis se identificar, revelou que “baixas são as chances dos funcionários dos Correios de Colatina aderirem a greve, a expectativa é que poucos participam do movimento grevista. Dos 49 funcionários em torno de 4 a 5 poderão aderir,, isso se participarem. Não temos uma cultura de greve nos Correios de Colatina, mesmo sabendo que muito dos nossos direitos adquiridos foram conquistados através das graves”. Revela o funcionário de carreira.   

Mais Notícias

Deixe um comentário