Polícia

Homem é preso por dirigir embriagado em Colatina

Policiais militares realizavam neste domingo (24), cerco tático na Avenida Sílvio Avidos, em São Silvano, Colatina, quando abordaram uma motocicleta Honda Biz. O condutor A.S.F.,

Colatina permanece no Risco Baixo. Veja a classificação das cidades que fazem divisa com o município

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A cidade de Colatina permanece em risco baixo. As cidades da região, Baixo Guandu, Itaguaçu, João Neiva, São Roque do Canaã e São Domingos do Norte também estão na mesma classificação.

Já a região metropolitana VitóriaSerra e Viana passaram a ser classificados como risco baixo para o novo coronavírus, de acordo com o novo Mapa de Risco, divulgado pelo governo do Estado nesta sexta-feira (25). As demais cidades da Grande Vitória seguem no risco moderado.

Confira a classificação de todos os municípios que fazem divisa com Colatina

RISCO BAIXO: Baixo Guandu, Colatina, Itaguaçu, São Domingos do Norte, São Roque do Canaã.

RISCO MODERADO: Governador Lindenberg, João Neiva, Linhares, Marilândia, Pancas.

Matriz de Risco

A Matriz de Risco de Convivência considera no eixo de ameaça: o coeficiente de casos ativos por município dos últimos 28 dias, além da quantidade de testes realizados por grupo de mil habitantes e a média móvel de óbitos dos últimos 14 dias. Já o eixo de vulnerabilidade considera a taxa de ocupação de leitos potenciais de UTI exclusivos para tratamento da Covid-19, isto é, a disponibilidade máxima de leitos para tratamento da doença. A estratégia de mapeamento de risco teve início em abril do ano passado.

O Mapa de Risco segue as orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle (CCC) Covid-19 no Espírito Santo, que é composto pelo Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Secretaria da Saúde (Sesa), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) e da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). As decisões adotadas pelo Governo do Estado seguem parâmetros técnicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular