Governador Casagrande participa de reunião com enviado especial dos Estados Unidos para o clima

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, participou, na tarde desta sexta-feira (30), de uma videoconferência com o enviado especial dos Estados Unidos para o clima, John Kerry. O encontro teve a participação de outros seis governadores, que apresentaram os projetos prioritários de cada região do País na área de conservação ambiental. O objetivo da reunião é angariar fundos para a realização das iniciativas. No encontro, foi divulgado o e-book “Portfólio de Projetos Brasileiros sobre Mudanças Climáticas”, com mais informações sobre os dez projetos apresentados.

A reunião faz parte do movimento Governadores pelo Clima que, em abril último, enviou uma carta ao presidente americano, Joe Biden, para fortalecer essa agenda ambiental. A ideia é de que seja criado um “Consórcio de Mudanças Climáticas” para administrar o fundo, que poderá receber investimentos de países e entidades que lutam pela preservação do meio ambiente. O encontro faz parte de um ciclo de reuniões que serão realizadas com outros países, como a China, com a União Europeia e outras organizações internacionais.

“Estamos percebendo as mudanças climáticas em todos os locais do mundo. O Brasil, assim como outros países, assumiu obrigações em acordos internacionais. Essa é uma meta e obrigação de todas as nações e com o Brasil não seria diferente. O papel do Governo Federal não pode ser substituído, mas os Estados podem dar a sua contribuição para que possamos alcançar essas metas. Por isso, surgiu a coalizão Governadores pelo Clima. O objetivo da nossa organização é incentivar que os Estados brasileiros tenham programas de mudanças climáticas e que trabalhem internamente para que alcancemos as metas de reduzir as emissões de gás carbônico”, afirmou Casagrande, que é o articulador dos Governadores pelo Clima.

O governador capixaba prosseguiu: “outro objetivo é participarmos da articulação global com execução local. Por meio das nossas ações, a gente pode articular todas as iniciativas, como a do presidente Joe Biden em colocar o tema como agenda prioritária no debate mundial. Também temos o objetivo de buscar financiamento. O Brasil tem muitos biomas e juntos apresentamos alguns projetos. Nossa coalizão está propondo um modelo de governança que está em debate. Esse modelo será constituído por uma assembleia geral, com a constituição de um fundo. Os governadores poderão cumprir um papel importante, assim como os governadores americanos cumpriram há alguns anos.”

Também participaram da reunião os governadores de São Paulo, João Doria (representante da região Sudeste); do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (Sul); do Pará, Helder Barbalho (Norte); do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (Centro-Oeste); do Piauí, Wellington Dias (Nordeste); e do Maranhão, Flávio Dino (Consórcio da Amazônia).

Clique aqui e confira a íntegra do “Portfólio de Projetos Brasileiros sobre Mudanças Climáticas”.

ESFALA: informação Folha Vitória

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular