Mulher está desaparecida há seis dias em Baixo Guandu e família pede ajuda

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Hoje completam cinco dias que uma senhora de 69 anos desapareceu misteriosamente no município de Baixo Guandu, na região Noroeste do Espírito Santo. A família segue desesperada em sua busca e pede ajuda a todos para encontrá-la.

De acordo com informações da família, a idosa identificada como Brazilina, desapareceu na madrugada da última quinta-feira (18). Ela dormiu em sua residência na Rua Joaquim Mendonça, no bairro São José e na manhã de quinta-feira (18), a filha que mora com ela acordou para colocar o lixo para fora e achou estranho o fato do portão estar aberto.

A filha também estranhou o fato da mãe não ter acordado, pois ela acordava cedo, ela foi até o seu quarto e achou que a porta estava trancada, chamou pela mãe que não respondia, preocupada ela ligou para uma tia e ao retornar para o quarto percebeu que a porta estava encostada mas a sua mãe (Brazilina), não estava lá.

Começou então a procura pelo paradeiro da idosa, foram feitos contatos para parentes e amigos e pelas redes sociais a família segue na busca de dona Brazilina. Segundo a família, ela sofre de depressão e tem um problema de coluna que anda com um colete cervical, a senhora saiu e levou o relógio, o aparelho celular e o cartão de banco, documentos pessoais, todos os remédios inclusive o de dor foram deixados em casa.

Passado 24 horas do desaparecimento de Brazilina a família esteve na delegacia de Polícia Civil para registrar o desaparecimento. Uma testemunha que entrega verduras na cidade disse para uma irmã da senhora que teria visto ela naquela madrugada nas imediações do bairro Mauá, próximo a ponte, porém, imagens da câmera de segurança de uma borracharia no bairro não visualizaram nenhum sinal da desaparecida, apenas do caminhão.

Entramos em contato com a Polícia Civil que informou que as investigações seguem em andamento e que uma testemunha disse ter visto a senhora nas proximidades da rodoviária também, mas não foi encontrada nas buscas. A polícia aguarda as imagens das câmeras de seguranças de comércios próximos a casa da idosa e nas proximidades onde ela pode ter passado, segundo as testemunhas, para avançar nas investigações.

Vamos abraçar essa causa e ajudar a família localizar o paradeiro de dona Brazilina, se você viu essa senhora ou sabe de alguma informação que possa levar ao seu encontro, favor entre em contato com o Disk Denúncia da Polícia Civil (181), com a nossa redação (27) 9 9883-1228 ou com a Srª Lúcia que é irmã de Brazilina, no telefone (27) 9 9853-8236. Vamos entrar e fazer parte dessa corrente do bem.

ES FALA: informação e foto A Tribuna do Vale.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba notícias exclusivas diariamente no seu celular